Sobre a Técnica

Grotescamente falando, a RADIOTERAPIA POR IMRT é uma modalidade de tratamento em que os raios (ONDAS RADIOATIVAS) são projetados para atingir com maior precisão as células cancerígenas, fato que preserva as demais células diminuindo os efeitos colaterais do tratamento, proporcionando ao paciente maior chance de cura do câncer.

Já, tecnicamente, nos dizeres do Dr. Carlos Roberto Brunetti Montenegro (Especialista em Radioterapia Oncológica pelo Colégio de Radiologia do Hospital Sírio-Libanês de São Paulo – SP.
Ex-Estagiário do Charles Sammons Cancer Center Dallas – Texas – EUA.2Residente em Física Médica do Hospital Sírio-Libanês de São Paulo – SP) temos que:

IMRT (radioterapia de intensidade modulada do feixe) Nos anos 90 começou a ser desenvolvido o IMRT (radioterapia de intensidade modulada do feixe), um degrau maior com programas de computador estudando profundamente a distribuição de dose, com grande controle na efetivação do tratamento realizado, possibilitando o colimador do acelerador linear mover-se durante a irradiação. Tal tecnologia reduziu drasticamente os efeitos colaterais, como por exemplo a retite actínica (no câncer de próstata) e a perda de função da glândula parótida (nos cânceres de cabeça e pescoço). O computador realiza milhares de cálculos específicos de dose através de um volume de tratamento proposto em um número maior de campos que o previamente realizado na terapia tridimensional.

Para aprofundar o estudo técnico sugerimos a leitura dos materiais abaixo

Estudo01   Estudo02   Estudo03

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: